Ticlesitter – 240 Goundscore

setembro 10, 2008 - Leave a Response

Ainda no site dramacore.com, em sua doentia página inicial, cliquei como que por inocência no “our links“. Fui parar em um site de outra gravadora, a Mode Of Proof Multimedia (que por sua vez também tem uma parte de links ainda inexplorada por meu ávido mouse!).

A MOP é um selo e estúdio de Detroit iniciado em 2000, focada em estabelecer, distribuir, defender e manter uma identidade genuína. A idéia é se situar dentro do material que eles produzem.

Agora vamos ao projeto da vez.

Ticklesitter é um pouco mais calmo e introspectivo mas bastante perturbado breakcore ou breakseiláoque da Flórida. Tem um myspace, video no youtube (que conta com manobras radicais em um patinete) e uma descrição que começa dizendo que não acha legal ficar falando da vida dele pelo myspace.  Vale a pena ler a resumida lista de influências desse cara.

Seu álbum lançado pela MOP é composto por 3 belas composições das quais a segunda é minha queridinha. Por vezes minimalista e outras barulhento-quase-quase-noise. Vale a pena ouvir esse e se tiver mais tempo e tesão, os outros álbuns que dão para ouvir diretamente de um player no final da página de audios (genial!).

Download desse álbum!

Faux Pride – Slapstick Bitch

agosto 24, 2008 - Leave a Response

Peço desculpas pela demora, minha vida tem sido trabalho/casa, casa/trabalho, tempo de diversão tem se tornado escasso, ainda bem que o Murilo postou no mês de Julho, senão ia ter um hiatus maior! Hehehehe
Agradecer as pessoas que escrevem, desculpas pelos e-mails que não foram respondidos ainda, pedidos de resenhas que ainda não foram feitos, é bom que coisa nova não vai faltar até o fim da vida…

Bem, hoje vamos falar do Faux Pride (http://www.myspace.com/marionetterecord), projeto do inglês Joseph Kelly que fundou o selo independente Marionette Records (http://www.myspace.com/marionetterecord) em 2004, que inclusive organizam uma festa chamada Doom na cidade de Buxton, regularmente nos segundos Sábados do mês nessa pequena cidadezinha, mostrando que não importa onde você morar/estiver, se tiver força de vontade, você faz acontecer!

O Slapstick Bitch é o último lançamento, em conjunto com a D-Trash Records (http://www.myspace.com/dtrash) que inclusive está comemorando 10 anos, o material mais brutal que eu ouvi nesse ano, na minha cabeça, ou orelhas, é tão brutal quanto os materiais do Oxygenfad… Altamente recomendado, criativade evidente, talento, samples recicláveis, enfim, uma aula de produção, mistura de Broken Beat, Noise, Breakcore e Experimental. Incrível! Baixe! Ouça! Torne-se mais feliz! Destaque para a arte impecável, feito por Thom Kelly!

Ano: 2008

Download: Mediafire / Rapidshare

Polygon Lobster Jetpack – Advent Serious

julho 21, 2008 - 2 Respostas

Recebi um e-mail que me emocionou, um leitor pedindo atualizações! HAHAHAHAH! Apesar de não estar ouvindo muita música eletrônica esses tempos, adentrei na minha última descoberta em Digital Hardcore e Breakcore: www.dramacore.com.

O Foca já havia postado aqui o DRAMA001 (Plague Called Paycheck) e então eu resolvi postar o 002!

Polygon Lobster Jetpack é mais tranquilo, porém não menos perturbado. Tem uma pegada mais lenta e minimalista, dando aquela ambientação meio psicótica, cyberpunk, lo fi e tudo mais. É o tipo de som que eu colocaria de fundo para ler, vagar pela internet pela madrugada procurando coisas erradas para fazer, programar, essas coisas…

http://www.dramacore.com/dramacore002.zip

RETRIGGER EM SAMPA! (SEXTA E SÁBADO)

junho 17, 2008 - Leave a Response

SEXTA-FEIRA NA TOY LOUNGE

Edição especial da BRB dedicada ao Breakcore, trazendo diretamente de BH um dos Produtores mais renomados desse estilo no mundo. Retrigger e seu Live P.A. que conta com um controle de vídeo-game, um megafone e um teremim, coisa de louco, imperdível. Também é aniversário do residente da festa, Thiago DJ.

Serviço: Block Rockin Beats – Especial Breakcore – Aniversário do Thiago DJ
Breakcore – Surfcore – Gabber – Digital Hardcore – Hip-Hop – Ska – Jungle – Hardcore – Miami Bass

Quando: Sexta [20/06/08]
Horário: 00:00

Line-Up: 00hs A.Flammen
01hs Chryz Dub (Hardcore/Oldskool Set)
02hs Retrigger (Live/BH)
03hs Thiago DJ (Níver)
04hs Renan Bulgueroni
05hs Zampol

Door: Helen Hard

TOY LOUNGE – Rua da Consolação, 2900 – Jardins
Info: 3083-2502 / 9181-1064 / http://www.toylounge.com.br / http://www.fotolog.net/blockrockinbeats
Promo: Mulher c/flyer ou lista = Vip até 00:30
Entrada: c/ flyer ou lista R$8 – s/flyer ou lista: R$10 – Bônus BRB = cons R$25 entra VIP – lista@toylounge.com.br
Patrocínio: Music Brokers
Censura: Proibido a entrada de menores de 18 anos e pessoas sem documento de identificação

SÁBADO NO INFERNO

Punkadão é uma festa itinerante, que tem como base sonora as batidas quebradas sejam do Breakbeat, do Funk, Electro, Ghetto Tech, Miami Bass ou do tão falado Maximal (também conhecido como New Rave). Tudo isso executado por uma banca de DJs renomados que tem influências variadas do Rock, Jungle e Big Beat. Preparem-se para dançar até o sol raiar!!!

Nesse sábado, rola a comemoração do residente Thiago DJ!!! (PARABÉNS AEEE!)

Serviço: Punkadão
Maximal – Breakbeat – Electro – Miami – Funk – Ghetto Tech

Quando: Sábado [21/06/08]
Horário: 00:00

Line-Up: 00hs Renan Bulgueroni
01hs Bloodshake x Terror Duo
02hs Zuzuka Poderosa (NY)
03hs Thiago DJ (Birthday DJ)
04hs Retrigger
05hs Phantasma
06hs Jam Session

INFERNO – R. Augusta, 501 – Consolação – São Paulo/SP
Entrada: R$10 na lista ou com Flyer / R$15 na porta
Listas: lista@infernoclub.com.br – colocando “Punkadão” no assunto

Plague Called Paycheck

junho 14, 2008 - Leave a Response

Hello WORLD! =)

Descobrimos esses tempos o site da Dramacore (http://www.dramacore.com/) e desde então estamos ouvindo algumas coisas de lá, uma delas é o Plague Called Paycheck, que é um breakcore/experimental na linha de Balloonsex (http://www.myspace.com/balloonsex), Turb0slut, In Scary Stereo

Segue abaixo, os três lançamentos que eles fizeram, todos lançados pela Dramacore!
Não iremos dar dica, porque todos os três são excelentes, porém o Fat Breakcore Kids Dying From Spyware é o mais insano! Hehehe

We’re Both Unpublished Ex Lovers

Ano: 2006
Download: http://www.dramacore.com/dramacore001plague.zip

Anarchists Paying Taxes

Ano: 2006
Download: http://www.dramacore.com/dramacore010-plague.zip

Fat Breakcore Kids Dying From Spyware

Ano: 2006
Download: http://www.dramacore.com/014-plaguecalledpaycheck-spyware.zip

Robert Inhuman – Stabbed! In! The! Back!

maio 20, 2008 - Leave a Response

Antes de começar, queria agradecer a galera que lê o blog do !Digiters!, que vem mandando e-mail, deixando recados nas resenhas/entrevistas, dicas de projetos que não conhecemos, isso é um puta incentivo para a continuação das toscas resenhas e para a troca de informações… Valeu ae!

Lembrando que temos a comunidade no Orkut, quem quiser entrar lá, o endereço é: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=41051259

Robert Inhuman (http://www.myspace.com/robertinhuman) é nascido em Cincinnati, Ohio (EUA).
Ele toca nas bandas Realicide (http://www.myspace.com/realicide) e Hentai Lacerator (http://www.myspace.com/hentailacerator). É desenhista de logo de bandas que pode ser baixado aqui (http://www.mediafire.com/?x1ntjgdnooj), caso você tenha banda, escreva pra ele, de repente ele vai gostar da idéia de fazer logo para uma banda do Brasil! Hehehe . É vegetariano, inclusive no blog do Myspace tem umas explicações bacanas sobre isso, “A minha escolha de deixar de comer carnes e gelatina não está resolvendo coisa alguma, mas é, pelo menos, um passo no que eu sei que é o rumo certo para mim… Minhas decisões são apenas um símbolo para aquilo que espero, e que possa ser uma compaixão pelos animais…” E tem o projeto com teu nome de nascimento, e é dele que vamos falar…

Robert não gosta muito de ter projeto solo, ele curte ter banda mesmo e compartilhar palco com outras pessoas, acha mais bacana… O primeiro lançamento, intitulado Robert Inhuman’s Rockin Summer é de 2005, pela Realicide Youth (http://www.realicide.tk) que é o selo do Robert, que tem mais de 50 lançamentos!

O Stabbed! In! The! Back! “nome de uma música do Limp Wrist (http://www.myspace.com/limpwrist), de repente tem algo haver, porque o Robert é do rolê punk/hardcore de lá” é um lançamento virtual do Robert Inhuman pela Dramacore (http://www.dramacore.com) que tem duas músicas, breakcore insano, me surpreendi pelas idéias, letras e som, altamente recomendado!

Ano: 2007

Download do Album: http://www.mediafire.com/?tjmtggytudj

Sonic Subjunkies – ESPECIAL

maio 2, 2008 - Leave a Response

Diretamente da casa do Foca junto com Murilo e Jeann, finalmente, todos reunidos ao vivo e a cores… Conexão Espírito Santo & São Paulo!!!

Feriado serve pra isso, no job, yes fun fun fun! Madrugada no computador e um post especial pra galera!

Vamos falar um pouco do Sonic Subjunkies que é formado por Thaddeus Herrmann & Rob Marvin

Eles foram os pioneiros a unir a batida Industrial com a mistura de batidas Jungles frenéticas e a tradição de Digital Hardcore!!!

Estamos disponibilizando três discos para a galera, enjoy!!!

Sounds from the City of Quartz
Segundo material do SxSx lançado pela Midi War em formato cassete, dispensa comentários!!!

Ano: 1995
Download: http://www.mediafire.com/?cy5zn5nnmyl

Live at the Suicide Club
Lendária apresentação ao vivo, que ficou na história e a partir daí veio o cd que é uma versão limitada que a DHR lançou…

Ano: 1998
Download: http://www.mediafire.com/?e991yycmyll

Molotov Lounge
Primeiro álbum oficial pela Iris Light Records, após esse lançamento ambos “despirocaram”, fizeram o último show e sumiram (felizmente hoje em dia estão rondando a cena novamente! êêêê!), também lançado em 2004 pela Lux Nigra em formato vinil (LP)!

Ano: 1999
Download: http://www.mediafire.com/?nyvsmm0tflm

ZandoZ Corp. – Organismus Palhaçus

abril 28, 2008 - Uma resposta

ZandoZ Corp. (http://www.myspace.com/zandozcorp) é projeto do Adriano Machado, atua como DJ há quase 10 anos na cena eletrônica alternativa em São Paulo com o nome de “Dj Adolfinho“, tendo participado de importantes eventos por aqui…

O Organismus Palhaçus [EP] que foi lançado pela Psicotropicodelia Music (http://psicotropicodelia.blogspot.com) é o terceiro release do projeto ZandZ Corp., que conta com vários outros lançamentos, participação em coletâneas, tudo pode ser baixado no próprio Myspace ou ser visto no Discogs (http://www.discogs.com/artist/ZandoZ+Corp.). Tem como tema o circo: “homenagem” ao circo da sociedade de como as pessoas vivem alegre e superficialmente como máscara para seus verdadeiros intuitos e sentimentos.

O intuito da música do projeto é criar um novo cenário na imaginação de quem a ouve, por isso é extremamente indicada a audição de olhos fechados e em alto e bom som!

A arte desse EP é uma das coisas mais belas que eu vi nos últimos anos, sensacional, impecável, foi feita por Human Error, a arte está junto com os sons para download!

Em breve iremos fazer uma entrevista com ele, se tiver algum erro aqui será corrigido na entrevista, porque eu sou xereta e fiz por contra própria a resenha (rsrs)! Isso aqui é para dar uma esquentada.. 🙂

Ano: 2008

Download do Album: http://www.mediafire.com/?22d0cxqicoh

Kill:Out Trash – Noise, Dropouts and No Music

abril 21, 2008 - Uma resposta

O Kill:Out Trash ou Killout Trash é formado por Joel Amaretto, Nick Trout e Damon, vindos da cidade de Berlin (terra do ATR) que fica na Alemanha! Conheci esse projeto ANTEONTEM pelo meu amigo Alexandre do Queer Fiction (http://www.myspace.com/queerfiction) e eu fiquei impressionando quando ouvi!

Esse lançamento foi feito pela Digital Hardcore Recordings em formato Cassete, isso mesmo a fitinha K7 que nós brasileiros não damos mais a mínima há anos, mais raro que vinil hoje em dia, eu tenho duas caixas de sapato aqui em casa de fitas e confesso que faz anos que não ouço! Hehehe… E com esse feito, eles fazem parte junto com o Atari Teenage Riot e o Test Tube Kid de serem os únicos lançamentos oficiais da DHR nesse formato!

O Kill:Out Trash tem split com o Melt Banana (http://www.myspace.com/meltbananaband), que é uma banda doidona de instrumental da cidade de Tokyo no Japão, vale a pena conhecer, caso seus ouvidos não tenham limites! Ahhh, esse split tem 2 sons, um de cada banda, a música do Kill:Out Trash é um cover de um clássico do punk livre de drogas, banda Minor Threat com a música Straight Edge, “I’ve Got Straight Edge!”, demais!!!

Me entreti no split, agora é a vez da fitinha K7 que se chama Noise, Dropouts and No Music que contém 8 músicas, 4 de cada lado e 29 minutos e 40 segundos! Tem dedos da Gina do Ec8or e do Thaddi do Sonic Subjunkies (que eu também conheci ontem pelo Alexandre!), é aquilo gravação barulhenta, feita por fracassados e música anti-música!

Ano: 1996

Download da fitinha (rsrsrs): http://www.mediafire.com/?cxg5mwonw7n

ENTREVISTA COM FLANICX!

abril 18, 2008 - 3 Respostas

1) Olá Evandro, gostaria de saber de onde partiu a idéia de montar um projeto composto por vozes robóticas e loops de guitarras, entre outras coisas mais… Conta aí pros leitores do !Digiters! o ínicio de tudo e a origem do nome do projeto, o Flanicx!

Bom, eu respiro música, tudo que faço é relativo à música, se não houvesse ondas sonoras eu não existiria.
Aprendi tocar violão [sozinho] aos 8 anos e aos 10 comecei fazer aulas de guitarra.
Formei minha 1ª banda em 1990 e toco c/ os Red Eyes (http://www.myspace.com/redeyesband) desde 1993. Com os Red Eyes aprendi muita coisa, eles diziam: “… a gente vem c/ a base [bateria e baixo] e o ‘Flanício’ vem c/ a guitarra flanando”. Daí vem “Flanício”, meu apelido, Flanicx é apenas uma extensão dele, chego estranhar quando alguém me chama pelo nome.
Já meu projeto surgiu da vontade de aprender sempre mais, não me limitar a um instrumento específico e, muito menos, a um só estilo musical.
Comecei fuçar em softwares de edição eu não parei mais. Sabe aquele ditado “a curiosidade matou o gato” !? Então…

2) No site pude observar que vocês tem um cd demo lançada além de participação em coletâneas e até em filme que citarei nas próximas perguntas, quais os projetos em andamento e o que vem por aí?

Há um ano, eu e Harlem “AlienAqtor” Pinheiro (http://www.myspace.com/alienaqtor) comandamos o netlabel “Psicotropicodelia Music” (http://psicotropicodelia.blogspot.com). Participo do projeto “Nice To Meet You” (http://www.myspace.com/ntmy) com vários amigos + Red Eyes. Sou assistente de gravação do álbum “Muzik Xperimentz # 2” do NSLOD (http://www.nslod.com), do meu grande amigo Garfield.
Esta semana começaram as gravações da trilha sonora do curta metragem “Oxumarê”.
Ainda vem por aí a estréia do curta “Arcos Azuis”, classificado em festivais no Japão e Itália, no qual assino a trilha sonora.
Pretendo ainda neste ano relançar pelo netlabel meu demo cd, lançar meu 1° álbum e estreiar um live p.a.

3) Como foi ter participado da oitava edição do Zona Temp ao lado de nomes importantes como AjaxFree, Retrigger…

Foi muito legal participar do programa que agora chama-se apenas “Zona”. Espero participar mais vezes !!!
A gravação foi bem à vontade no Reverse Studio, o moio é comandado por Thiago DJ (http://www.myspace.com/thiagodjbrb) + Bruno “Reverse Tunes” Tozzini (http://www.myspace.com/reversetunes).
Admiro muito o trampo desses caras !!!

4) Quem participou da produçao do vídeo Dr. Loraxx, que pode ser visto no Myspace de vocês? E como sendo o 1º vídeo, qual sua opinião sobre?

A produção ficou a cargo da Zuba Filmes (http://www.zubafilmes.com.br), que também produziu o clip “Teknoguitarr” dos Red Eyes.

Os diretores César Tuma e Jefferson Manes vieram com a idéia e eu aceitei de imediato. Foi insano!!! Teve lata de lixo e confetes voando de um lado a outro e quase pusemos fogo no estúdio.
O ator do clip é o próprio Dr Loraxx, Alexandre Schreiber.
Há outro video clip [não oficial] no YouTube da música “2 dias e algumas cervejas”, se não me engano o título é RN 24hs.
Usaram minha música sem autorização mas tudo bem, ta valendo!!!

5) O que representa para vocês terem participado musicalmente no filme Era dos Mortos?

O Era Dos Mortos (http://www.eradosmortos.com.br) abriu muitas portas, muita gente conheceu meu som a partir do filme. Depois disso fui convidado para a trilha do Arcos Azuis e Oxumarê. O convite partiu do Harlem que compôs as músicas pro filme. Sugeri que ele usasse a música “Meat n’ Bones” e mostrei um preview de “Funesto” [que na época estava em fase de produção], foi muito rápido, quando pude perceber, Funesto já havia entrado na trilha sem que eu a terminasse e assim ficou.
Rodrigo Brandão, diretor e idealizador do filme, fez tudo na raça, sem apoio financeiro, tudo de forma colaborativa, isso é ser independente no Brasil.
O legal de tudo foi que participamos à distância, os contatos foram através da internet, explico isso melhor no vídeo abaixo

Era Dos Mortos pode ser baixado de graça no site: (http://www.eradosmortos.com.br)

6) Aproveitando a pergunta anterior, o filme também conta com a participação da banda do interior paulista Disorder of Rage de Thrash Metal, o que você acha dessa junção do rock com a música eletrônica?

Música, na minha opinião, é uma forma universal de se expressar, não importa o estilo ou o idioma. Quem faz música não tem que se importar com rótulos ou com a maneira de como ela é feita, o que importa é a mensagem.
Ouvi muito thrash metal na década de 80 e ainda ouço, ao mesmo tempo que ouvia coisas como New Order e Kraftwerk.
A diferença é que naquela época havia um preconceito absurdo. Se você ouvia heavy metal, não podia ouvir outro tipo de música que você era tirado de cusão.
Ainda bem que hoje não há mais isso, estamos evoluindo, assim espero !!!
Um salve p/ o Roque e DxOxRx!!! (http://www.myspace.com/dxoxrxdisorderofrage)

7) Você toca guitarra em uma banda chamada Red Eyes, a banda toca o que? Conte um pouco dessa outra experiência!

Grandes amigos passaram pela banda, virou uma instituição. Por isso digo que Red Eyes não é uma banda e sim uma família !!!
São 15 anos de aprendizado, o alicerce, o laboratório de onde surgem minhas idéias até hoje. Minhas músicas não são lançadas sem a prévia aprovação da família Red Eyes, se alguém torcer o nariz pra algum som meu é sinal que a música ainda não está pronta.
Formamos a banda em 1993, as influências eram diversas: Jane’s Addiction, Butthole Surfers, White Zombie, The Young Gods, grooves + guitar + indie rock, tudo flertando com música eletrônica.
Em 1997/98 tocávamos eu + Nicola + Anders + Arturi, acompanhados de Alberto no trompete e backin vocals + Richard que disparava samples de um pc.
Isso mesmo !!! A gente levava um computador pros palcos pra disparar samples!!!
Logo mais começam os preparativos para as comemorações de 15 anos de banda + 10 anos do lançamento do 1° cd “Red As Hell”.
Pretendemos fazer uma grande festa, lançar material inédito + um dvd c/ videos de shows a partir de 95, que digitalizamos recentemente.

8 ) Obrigado pela entrevista, e sinta-se livre para deixar sua mensagem, aproveite o espaço!

Valeu você, Foca, pelo convite!!!
Gostaria de convidar os leitores do !Digiters! a conhecer melhor meus projetos:

Flanicx:
http://www.myspace.com/flanicx
http://www.fiberonline.com.br/flanicx

Red Eyes:
http://www.myspace.com/redeyesband

Nice To Meet You:
http://www.myspace.com/ntmy

Convido também aqueles têm projetos de música eletrônica a conhecer o netlabel Psicotropicodelia Music, entrar em contato e enviar material para análise e para futuros lançamentos pelo selo.

melrah.records@gmail.com
flanicx@yahoo.com.br

harlempinheiro@yahoo.com.br
http://www.myspace.com/psicotropicodelia
http://psicotropicodelia.blogspot.com
http://www.fiberonline.com.br/melrahrecords

FLANICX – Dr. Loraxx